De quantos temporais você já se safou?

fevereiro 22, 2016


Dia desses eu resolvi que queria ir ao shopping tomar sorvete, assim do nada mesmo, com uma amiga e lá fomos nós.
O tempo estava daquele jeito que a gente sabe que vai cair um chuvão, sabe? Mas serviu muito bem aquela velha frase "eu não sou feita de açúcar."
Quando chegamos no shopping lanchamos e ficamos por lá conversando sem ter a menor noção do que acontecia do lado de fora: um temporal.
Nem um pingo de chuva chegou até nós, não vimos nem um raio ou trovão... tudo o que nós vimos de todo o "dilúvio" que aconteceu foi uma falta de energia rapidamente solucionada pelo gerador do shopping.
Cheguei em casa e meus pais disseram que teve um "clarão" no meu quarto, que era onde eu estaria caso estivesse lá.
É bom ouvir o coração e suas ideias repentinas. O meu me disse: "você precisa sair de casa hoje" e eu ouvi.
Pode ser um sinal de Deus, dos anjos, dos protetores que eu não vejo, do universo ou do que seja... mas eu estava na hora certa no momento certo.
Ligo isso com o que muitas vezes acontece na nossa vida, enxergamos uma dor de cabeça como um grande problema sem imaginar o que acontece a nossa volta e sem ter a noção de que muitos, mas muitos mesmo, gostariam de ter "apenas" uma dor de cabeça.
Sou grata mais do que nunca por sempre estar no lugar certo e na hora certa e sou grata por ter amigos que aceitam as minhas ideias malucas e enfrentam temporais, nos variados sentidos dessa palavra, comigo.

Uma semana maravilhosa para todos nós!

Continue na trilha

2 comentários

  1. Ain que texto lindo Vi! Também sou muito assim, acredito que as coisas acontecem por algum motivo. Apesar de alguns parecerem não ter sentido nenhum, é só ter fé que tudo dá certo!

    bjaoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Claudinha! ❤
      E muitas coisas não fazem o menor sentido quando acontecem, mas mais tarde entendemos o porquê, né?
      Beijos!

      Excluir

Me diz o que você achou desse post? :D