Sempre guarde seus favoritos

abril 05, 2018


Semana passada meu Notebook deu um tiuti (hello, Mercúrio retrógrado! 💣) e eu fiquei alguns dias sem ele.
Assim que ele voltou, resolvi fazer uma limpeza nos favoritos que ficavam lá esquecidos no Chrome.
Pois bem, comecei!
Cada pasta que eu abria, era uma gargalhada. 
Eu fiquei um bom tempo ali analisando e tentando lembrar o porque eu tinha aquele tanto de links nos favoritos.
Artigos para a faculdade, blogs que eu acompanhava e nem existem mais, cursos que eu queria fazer (de desenho a astrologia), inspiração de decoração, ideias de temas para posts que eu nunca escrevi, receitas que eu nunca fiz...
Uma coisa especificamente me fez dar muitas gargalhadas: a pastinha da wishlist
Nada, absolutamente nada do que estava ali estaria numa lista que eu faria hoje. Como foi engraçado ver que todas aquelas coisas que eu tanto queria naquela época hoje não fazem o menor sentido na minha vida. A Viviane daquela época era bem mais consumista! Hoje estou bem mais de boas nessa questão. hahaha
Fiquei aqui me perguntando: será que se eu tivesse comprado tudo aquilo faria alguma diferença na minha vida hoje? Acho que não. Acredito que conforme eu fui mudando minha maneira de pensar os meus itens também foram mudando e talvez hoje muitas daquelas coisas estariam jogadas em alguma gaveta ou expostas pegando poeira sem passar nem perto de retratar quem eu sou hoje.
E as músicas?
Não tem jeito. Sou mesmo apaixonada por música.
Nessa pastinha sim... Ah, que nostalgia! E sim, eu ainda gosto de todas as que estavam lá. De algumas eu nem lembrava do quanto eu amava e, como dizem por aí, "amor verdadeiro nunca morre" e todo amor que eu sentia por cada uma daquelas músicas continua aqui. 💖


Nunca deixei de ouvir Matisyahu, mas não lembrava dessa versão pra música do Bob. Que coisa linda. Logicamente me emocionei ouvindo. Quantas lembranças uma simples música pode despertar em nós não é? 
Continuei ouvindo as músicas dele enquanto terminava de limpar o resto dos favoritos. 
Os anos passaram, eu mudei muito, mas muito mesmo. 
Os favoritos, os desejados, as metas, os assuntos interessantes, quase tudo mudou. 
É bom olhar pra trás e ver o quanto eu já andei. Mas uma coisa não mudou: a música sempre me ajudou a ter esperanças, sempre.

Continue na trilha

0 comentários

Me diz o que você achou desse post? :D

Wishlist