As sementes que espalhamos

by - setembro 16, 2019

Eu cansei de tentar mostrar um mundo de possibilidades e de beleza para quem não queria ver. 
Esse foi um erro meu que na ânsia de tentar mostrar o lado bom para as pessoas esquecia que todos nós temos um tempo certo para tudo. 
Bem coisa do ego que, quando a gente desperta, acha que somos melhores que todo mundo então temos que salvar as pessoas. Que ilusão!
Somos traídos pela nossa vaidade e eu me perdoo por isso pois considero esse um erro de principiantes. 
É válido e faz parte do caminho aprender a deixar isso pra trás também.
A tal positividade tóxica. Conhece? 
Onde a gente quer que todo mundo seja feliz, motivado, otimista e good vibes 24h por dia sem respeitar o direito de escolha de ninguém.
E deixa eu deixar claro aqui que até mesmo as pessoas mais positivas que eu conheço tem dias ruins. Isso é normal!
Não adianta a gente tentar levar uma caixa de lápis de cor com 3270 cores para alguém que só quer um simples lápis cinza. É preciso entender as etapas em que cada um de nós está e estamos interferindo os processos do outro quando tentamos obrigá-lo a ver com os nossos olhos.
Ainda que a gente tente provar que existem motivos pra ter esperança, fé ou que o mundo é bem mais bonito do que parece, não irão nos ouvir.
Ainda que a gente fale qualquer coisa boa, eles terão 10 ruins pra rebater nossos argumentos.
É preciso vivenciar. Só ouvir não basta. 
No fim a gente só perde energia e eles continuam seguindo no processo deles, e no ritmo deles e ainda nos sentimos mal e frustrados por não ter conseguido ajudar.
Mas que ajuda é essa? Será mesmo que a pessoa precisa de ajuda ou nós que estamos sendo vaidosos de achar que sabemos o que é melhor para o outro?
Um grande desafio é aprender a viver a nossa vida plantando as sementes e seguindo em frente sem expectativas de quando irão florir, se irão florir e se vamos ver as flores algum dia.
É preciso plantar esperança, amor, bondade, positividade e coisas boas todos os dias mesmo que os frutos não apareçam.
Nós não somos melhores do que ninguém e nem temos mais conhecimento do que ninguém. 
Não importa a quantidade de diplomas ou de vivências que cada um tenha. 
TODOS em essência somos luz. TODOS somos mestres. TODOS estamos aqui com uma missão e estamos convivendo nesse planeta por um motivo.
Que a gente não seja traído pelo ego e pela vaidade vazia que só servem pra nos enganar e nos desviar de nossa verdadeira missão que é viver, ser feliz e transcender as nossas próprias limitações e sombras.
O que a gente espalha pro mundo, retorna. É nisso que eu acredito.

Seguimos! 🌟

continue na Trilha

0 comentários

Me diz o que você achou desse post? :D