Checklist básica para Organização e Desapego

sábado, 21 de dezembro de 2019



Esse mês traz muitos sentimentos à tona pra nós.
Uns ficam mais tristes, outros eufóricos, mas se tem algo que eu sempre vejo é que nessa época somos tomados pela vontade de fazer o bem e por desapegar das coisas e dos sentimentos que não servem mais pra nós para começar o próximo ano com "a alma mais leve".
Bate também, pelo menos em mim e em várias pessoas que eu conheço, aquela vontade de fazer uma limpeza geral na casa pra começar o ano novo com ela bem organizada.
Separei alguns itens que vão me guiar nessa organização e vou deixar a lista disponível aqui:
  • Papéis: documentos, anotações, cadernos e agendas antigos, cartas e fotos (que não trazem boas recordações).
  • Roupas: minhas roupas, cortinas, toalhas, panos de prato
  • Livros e apostilas que já foram lidos ou que não despertam mais interesse
  • Móveis e Decoração: aqueles verdadeiros trambolhos que mantemos e não tem nada a ver conosco
  • Eletrônicos: celulares antigos, dvds que nunca são usados
  • Remédios: verificar principalmente as datas de vencimento e caso não sejam mais úteis jogar fora ou doar em um posto de saúde, por exemplo. 
  • Maquiagem e outros produtos de beleza: o vencimento, as embalagens vazias, 
  • Arquivos: cartões de memória, celular, computadores

Mas e depois de juntar as coisas todas o que fazer?
Eu sempre separo em cinco grupos principais: manter, consertar, vender, doar e jogar no lixo.

É impressionante a quantidade de coisas que encontramos nessas organizações.
Muitas que parecem ser inúteis hoje pra nós podem ser úteis pra alguém.
Descartar o que irá para o lixo da maneira correta também é muito importante como, por exemplo, as baterias de celulares que tem lugares específicos onde podem ser deixadas.
Afinal não existe "jogar fora" pois o que nós colocamos no "lixo" continua em nosso planeta.

👉 Se quiser mais dicas é só dar uma olhada nesse post onde eu falo um pouco mais sobre esse assunto.

💖Que a gente se liberte dos apegos materiais e energéticos e que haja espaço para o novo! 💖

Quando a vida fica sem cor

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Existe uma frase bem clichê que diz: a vida é da cor que você pinta.
Muito embora eu sempre gostei de colorir tudo, depois que minha mãe partiu desse mundo parece que a vida tem ficado sempre meio cinza. E eu odeio cinza pra ser sincera.
A impressão que eu tenho é que parece que os dias não tem muita graça, não tem a mesma alegria e nem o mesmo valor.
Então essa frase me veio na mente em uma dessas manhãs cinzas enquanto eu tomava café.
E eu olhei pra minha caixa de cor, que no caso são os sentimentos e ações.
O que eu achei? Vários e vários lápis cinzas. Eram eles que eu estava usando pra pintar o meu mundo há semanas.
Uma vez ouvi da minha mãe que eu já tinha sido triste tempo demais na vida e que eu deveria ser feliz. De acordo com o que eu acredito, de algum lugar nessa imensidão ela pode me ver e eu tenho certeza que ela quer me ver feliz com meus lápis colorindo o mundo de novo.
Quando perdemos alguém que amamos muito, sofrer é normal, chorar, viver o nosso luto é fundamental para seguir em frente com as nossas vidas.
Mas o perigo estar em nos agarrar as tristezas e perder o gosto pela vida, perder a nossa vontade de viver e de ser feliz de novo. E era justamente isso que eu estava fazendo.
E do que mergulhar nesse abismo de tristezas vai adiantar? Nada.
O que eu preciso mesmo é de "lápis de cor" novos.
A conclusão que eu cheguei é que eu posso acolher os meus momentos de dor e de tristeza sem deixar de ser alguém que vê o lado bom e colorido da vida.
É no equilíbrio entre as lágrimas de saudade e a vontade de me levantar pra fazer as coisas que eu amo, sorrir e até fazer as minhas piadas sem-graça que fazem todos rirem é que eu posso encontrar um caminho agora porque, por hora, essa é a melhor versão que eu posso ser.
Não vou exigir de mim uma felicidade falsa que serviria só para mascarar tudo e piorar ainda mais a situação.
É com um passo de cada vez que a gente consegue andar distâncias inacreditáveis.
Esse é o momento mais importante, a chance da minha vida de mostrar pra mim mesma que eu posso ser a minha melhor amiga.
E como eu sempre costumo dizer, caso você que está lendo isso sente que sua dor está pesada demais, procure ajuda.
Eu faço terapia e, honestamente, nem sei o que seria de mim sem ela nesse momento.

Algumas reflexões sobre o tal do autoamor

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019


Quanto tempo da vida ainda vamos buscar fora o que está dentro de nós?
Quanto tempo da vida ainda vamos acreditar que a palavra do outro é mais importante do que a nossa intuição?
2019 não foi nem de longe o ano que eu esperava. Eu olho para os lados e muitas vezes só tem eu e o meu cachorro. Quando estou cozinhando eu converso com ele. Peço até ideias.
Claro que ele não responde, ainda não cheguei nesse grau de loucura... Ainda... 😳😂
E eu não quero dizer que isso é ruim ou começar um dramalhão. Eu amo a casa cheia, mas eu também amo ficar sozinha cantando meus mantras e escrevendo.
Hoje eu acordei diferente. Quando me olhei no espelho eu percebi o tanto de coisa que eu vivi esse ano e continuo aqui.
Ah gente... Nós somos tão grandes e tão cheios de histórias... Quantas memórias nosso corpo e nossa alma trazem... Cada marca. Cada sinal. Cada cicatriz. Tudo tão lindo.
Como eu queria ver a beleza disso todos os dias. 
Nós somos tão melhores do que achamos que somos e tão mais sábios e nos ignoramos tanto... Tantas pessoas que amávamos foram embora das nossas vidas.
Tantas pessoas que disseram que estariam sempre ao nosso lado, muitas vezes dariam tudo para estar e não podem.
Então eu olho pra mim, pro meu corpo e vejo quem, realmente, sempre esteve comigo. 
Nem um minuto sequer ele me abandonou ainda que eu o tenha desprezado e odiado tantas e tantas vezes. 
Ele continua aqui funcionando, me levando a lugares onde eu jamais pensei que iria.
Talvez esse seja o começo da (re)descoberta do que, pra mim, é o amor próprio de fato.
E aqui continuo com o exercício Ho'oponopono. 
Limpando. Curando. Ressignificando.
✨💖Meu corpo e minha alma, lindos exatamente como são, eu sinto muito, me perdoem, sou grata, eu os amo. 💖✨