Agindo por nós ou pelos outros?

terça-feira, 18 de agosto de 2020

De uns tempos pra cá comecei a prestar cada vez mais atenção nas minhas ações, principalmente no que eu fazia ligada no automático. 
Comecei me perguntando: por que eu faço isso? é mesmo algo que eu quero ou é só costume?
Depois me aprofundei e passei para: por quem?
Tem muitas coisas que fomos condicionados a fazer e nem percebemos.
Tem coisas que fazemos para deixar os outros felizes ignorando a nossa própria vontade.
Quantos de nós fizeram cursos na faculdade porque era o sonho dos pais?
Quantos de nós mantem relacionamentos com medo de magoar o outro?
Quantos de nós moram em lugares que não gostam, mas não querem que a família sofra se forem para longe?
Estamos comendo os alimentos que temos real vontade e que nos fazem bem ou simplesmente seguindo uma regra que alguém nos disse sobre o que era saudável sem nem sequer conhecer nosso corpo e perceber como ele reage?
Estamos nos vestindo e nos maquiando do jeito que queremos ou porque está na moda ditada por quem não sabe nada sobre a diversidade de corpos que existem no planeta e só sabe ditar regras?
Assim vamos caminhando sem saber a diferença entre o que de nós tem nas ações e o que tem daqueles que enfiaram nas nossas mentes a ideia do que deveria ser feito, de como deveríamos agir. 
Muitas vezes vamos agindo baseados no que os outros vão pensar, no que os outros vão sentir, com medo de decepcionar alguém...
Mas e nós? 
E o que nós sentimos?
Muitos de nós aprendemos que sacrificar a nossa própria felicidade pela felicidade dos outros é sinônimo de bondade e nobreza.
Será mesmo?
Acredito que sacrifícios que ferem a nossa essência não valem a pena.
Quando estamos cercados de pessoas que realmente nos amam de maneira saudável elas querem nos ver felizes.

Postar um comentário

Me diz o que você achou desse post? :D