Empatia: além de uma palavra bonita

sábado, 29 de agosto de 2020


Hoje eu acordei com a notícia de que Chadwick Boseman, o grande astro de Pantera Negra, havia falecido.
Na mesma hora eu pensei que era esse vírus que tem levado tantas pessoas, mas não.
Era mais um dos guerreiros que lutou bravamente por anos contra o câncer.
Dentre as várias homenagens e posts no Instagram feitos sobre o ator, uma me chamou a atenção, a que estava no perfil da Gabi: onde era falado que o ator apareceu muito mais magro por conta da doença e dos tratamentos que nós sabemos que são ainda muito agressivos ao corpo humano e muitos fizeram piadas sobre ele na internet.
E foi nesse momento que eu chorei.
Uma suposta justificativa para tal? Ah, mas ninguém sabia que ele estava doente...
E daí que ninguém sabia?
Por que ainda hoje as pessoas usam seu tempo pra ferir os outros na internet, pra dizer coisas que machucam ao invés de simplesmente guardar seu lixo pra si mesmas?
Onde é que nós continuamos errando como seres humanos a ponto de não transmutar essas coisas em nosso planeta?
Pessoas com os sorrisos mais bonitos lutam batalhas que não fazemos a menor ideia.
Muitas dessas batalhas podem ser doenças, a perda de entes queridos, ou um vazio que nada consegue solucionar, por exemplo.
Eu mesma já sorri muitas vezes para esconder dores das pessoas que eu mais amava no mundo e não me arrependo.
Cada um de nós sabe como é lidar com as próprias batalhas internas diariamente. 
Julgamos o outro por aquilo que vemos e pensamos no quanto a vida dele é mais fácil ou mais feliz que a nossa. 
Só porque algumas pessoas escondem as próprias feridas não quer dizer que elas não existam.
Não custa ser gentil.
Não custa tratar os outros bem.
Não custa respeitar as dores dos outros.
O mesmo impulso para criticar pode e deve ser usado para oferecer um elogio.
As palavras podem levantar ou derrubar pessoas e por isso precisamos escolher bem como usá-las.
Mas o fato é que nós nem sequer sabemos tratar bem e com amor a nós mesmos imagine os outros...
Falta empatia na prática.
Ela é uma palavra muito bonita que as pessoas adoram usar, mas sentir mesmo? Parece que ainda temos um longo caminho a percorrer.


Que ele descanse em paz da batalha que enfrentou nesse plano, que Deus conforte o coração da família e daqueles que o amavam.

E que nós aprendamos cada vez mais a apontar menos o dedo e julgar os outros porque não sabemos nada da vida. Nem da nossa, nem da de ninguém.

EMPATIA.
Sempre.
E cada vez mais.

Postar um comentário

Me diz o que você achou desse post? :D